Imposto Sobre Ganho de Capital – Entenda como deverá ficar

Atualmente o ganho de capital (diferença positiva entre compra e venda de bens) que se aplica basicamente na venda de ativos reais como imóveis e participações acionárias, é tributado pela alíquota de 15%.

Ocorre que dentro do plano de ajuste fiscal do (des) Governo Dilma há a elevação desse tributo como forma de angariar próximo de 2 bilhões já em 2016.

A proposta do executivo (MP 692/15) determinava alíquota progressiva que partia de 15% chegando até 30%. Ontem o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou texto mantendo a tributação em 15% paga ganhos até R$ 5 milhões. Para lucros entre 5  e  10 milhões, a alíquota será de 17,5%; entre 10 e  30 milhões, de 20%; e acima disso 22,5%.

A sistemática valerá também para  pequenas e médias empresas, inclusive as do Supersimples, exceto para as empresas o lucro real.

 

Essas novas regras entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2016.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s