E-Financeira. Entenda como funciona e as consequências.

Em 12 de agosto foi entregue a primeira declaração “e-financeira”. A próxima será em novembro.

Em agosto foram entregues as informações relativas a 2015, agora, será demonstrada a movimentação de janeiro a junho de 2016, englobando não apenas os saques como os saldos bancários completos.

Por óbvio esses dados serão cruzados com os saldos da declaração de imposto de renda e eventuais inconsistências ficarão ainda mais expostas.

Bancos; plano de saúde; seguradoras; cartórios de imóveis e instituições financeiras como corretoras e distribuidoras deverão apontar não só os saldos mensais como a movimentação ocorrida no período.

Sem dúvida trata-se de uma nova fase na vida dos contribuintes cujos efeitos passarão a ser percebidos a partir de 2017 com a entrega da Declaração de Rendas de 2016.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s