Motorista de UBER não consegue vínculo de emprego e ainda é condenado em má-fé.

Críticos que somos da Justiça do Trabalho, quando é para elogiar temos que fazê-lo!

Tempos atrás um motorista de UBER obteve sentença reconhecendo o vínculo, agora, em nova posição, também oriunda de BH, a Justiça não apenas julgou a reclamação  IMPROCEDENTE, como também o condenou por litigância de má-fé.

Nossos aplausos!

O juiz segregou bem a relação de emprego com as novas prestações de serviços originadas da tecnologia da informação, como iFood, TaxiGov e outros mais.

A má-fé esteve presa às mentiras de longas jornadas de trabalho, mas isso, para quem milita no Fórum da Barra Funda não traz novidades.

Processo – 0010044-43.2017.5.03.0012

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s