Reforma Trabalhista – Equiparação Salarial – Entenda o que mudou.

Dentro da “fábrica” de pedidos inócuos gerados por advogados de má-fé em conluio com reclamantes igualmente sem escrúpulos sempre esteve presente a “equiparação salarial”.

Com a reforma trabalhista, o pedido ficou mais difícil de ser caracterizado.

De ora em diante, para que haja equiparação, faz-se necessário também que:

  1. Haja menos de 2 anos de diferença na função;
  2. Tenham trabalhado no mesmo estabelecimento comercial;
  3. Tenham menos de 4 anos de diferença de tempo de serviço no mesmo empregador;
  4. Inexista quadro de carreira criado por regulamento interno, sem necessidade de homologação pelo Ministério do Trabalho (o que antes era exigido pela lei).

Ficou MUITO melhor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s